sinodoRumo ao Sínodo dos Bispos de 2023

    Caríssimos diocesanos

   Como sabemos, o Papa Francisco escolheu para tema da próxima Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos a própria sinodalidade da Igreja, isto é, o modo conjunto como havemos de viver, conviver e aprofundar a nossa própria realidade batismal, que a todos insere no Corpo de Cristo, Templo do Espírito e Povo de Deus. Nenhum de nós pode ser cristão só por si, mas sim com os outros e para os outros. Assim rezaremos e viveremos de verdade o “Pai nosso”.

   A experiência que fizemos no Sínodo diocesano de Lisboa (2014-2016) acentuou esta verdade e a principal opção prioritária que as suas conclusões indicaram foi exatamente a “promoção de dinâmicas sinodais”. Por convite do Papa Francisco, temos agora uma oportunidade especial de o fazer, uma vez que o próximo Sínodo dos Bispos pressupõe uma fase diocesana, em que cada Igreja Local responderá a um questionário enviado de Roma. Vamos fazê-lo com todo o empenho, retomando o que fizemos há anos na preparação do nosso Sínodo diocesano, com muitos grupos para tal constituídos nas várias comunidades, além de outras participações que enriqueceram o conjunto.

   Temos já a equipa diocesana de coordenação, que com o Cónego Rui Pedro Carvalho acompanhará esta fase, que durará até março próximo. Como ficou combinado na última reunião de vigários, cada paróquia e comunidade escolherá o seu coordenador local. As indicações mais precisas podem obter-se diretamente no “site” do Patriarcado.

   A abertura da fase diocesana do Sínodo dos Bispos decorrerá em geral no próximo Domingo, 17. Em Lisboa adiamos um pouco e será na segunda-feira 25 de outubro, na Sé, para coincidir com a solenidade da respetiva dedicação. A partir das 17h30, teremos a celebração de abertura da fase diocesana do Sínodo, que culminará com a Eucaristia, a partir das 19h00. Peço a todos os coordenadores locais que lá estejam presentes, na medida do possível.

   Entretanto, está constituída a coordenação diocesana que, além do Cónego Rui Pedro, conta com os seguintes membros do laicado, vida consagrada, diaconado e sacerdócio: Adriana Moleiro, Pe. António Matos, Catarina e Nuno Luís Fortes, Eduardo Valente, Fátima Salgueiro, Diác. José Noronha de Andrade e Pe. Ricardo Figueiredo.

Caminhando convosco, no Evangelho de todos, Domingo, 10 de outubro de 2021 + Manuel, Cardeal-Patriarca

 


 

“Jesus passou e chamou” 

Na celebração de admissão às ordens sacras, o Cardeal-Patriarca de Lisboa destacou, aos dez candidatos seminaristas da diocese, as palavras de Jesus a São Mateus, ‘Segue-Me’. “Vocês ouviram esta mesma voz”, lembrou.   “Na vida de cada um de nós que aqui está, de uma maneira de outra, para esta ou aquela missão, começa assim e começa assim no dia em que começa e em todos os outros dias, como agora também: ‘Segue-Me’. Esta mesma Palavra que interpela, é a que nos dá alento para a seguir”, frisou D. Manuel Clemente. Na capela do Seminário dos Olivais, a 21 de setembro, o Cardeal-Patriarca reforçou que, “depois, o Evangelho cresce”. “Ele é muito maior do que nós, passa por nós, a sua dimensão é essa: a plenitude de Cristo, a vida em Deus, é a aventura maravilhosa no evangelho deste mundo. E os seus protagonistas, especialmente hoje, são vocês”, apontou.

Nesta celebração que reuniu a comunidade do seminário e as famílias dos candidatos,   D. Manuel Clemente destacou que Jesus “passou e chamou”. “Vocês ouviram esta mesma voz de Jesus: ‘Segue-Me’. E seguiram-n’O. E é assim que depois o Evangelho começa a crescer, quando encontra algum suporte humano que realmente o suporta e é suportado por Ele, pelo Evangelho de Cristo, e que assim mesmo se estende e se difunde”, sublinhou.

Foram admitidos às ordens sacras dez alunos do Seminário dos Olivais: André Vieira (Póvoa de Santo Adrião), António Raimundo e António Lopes (ambos da Benedita), Bernardo Marques Pinto (Sintra), Duarte Folque (Campo Grande), Francisco Costa Alves (São João de Deus), Francisco Moutinho (Portela), Hélio Sousa (Cela) e João Ribeiro (Peniche), todos do 3.º ano, e Miguel Drummond (Algés), do 4.º ano.

seminaristas